sábado, 7 de junho de 2014

A Culpa é das Estrelas de John Green (Opinião)

Sinopse
Apesar do milagre da medicina que fez diminuir o tumor que a atacara há alguns anos, Hazel nunca tinha conhecido outra situação que não a de doente terminal, sendo o capítulo final da sua vida parte integrante do seu diagnóstico. Mas com a chegada repentina ao Grupo de Apoio dos Miúdos com Cancro de uma atraente reviravolta de seu nome Augustus Waters, a história de Hazel vê-se agora prestes a ser completamente rescrita.

PERSPICAZ, ARROJADO, IRREVERENTE E CRU, A Culpa é das Estrelas é a obra mais ambiciosa e comovente que o premiado autor John Green nos apresentou até hoje, explorando de maneira brilhante a aventura divertida, empolgante e trágica que é estar-se vivo e apaixonado.
Saber mais aqui


Opinião

Este livro para mim estará no meu coração, tipo Okay (quem já leu, percebe o que eu quero dizer). 
Vamos começar pela capa primeiro, não sei porque mas tanto a capa portuguesa como a capa original são lindas para o que a historia conta.
A história fala de Hazel uma rapariga com tumor e um rapaz chamado Augusrtus Waters com uma perna amputada devido ao seu cancro. Eles conhecem-se num Grupo de Apoio dos Miúdos com Cancro e ficam amigos depois de uma conversa fascinante entre os dois. Apesar de Augustos querer conquistar Hazel ela tem em mente que o seu cancro é terminal, mas ela não consegue resistir por muito tempo as suas tentativas de aproximação. Apesar de ser um livro emocionante cria esperanças acerca da vida e da morte, da consciência do que temos mais medo de pensar.
Assim que começa a história foi apanhada na mente de Hazel, (que tem consciência de que é uma granada) que é impossível não ser cativada pela maneira como ela pensa sobre a morte a vida para quem vive com cancro. A maneira como ela pensa sobre as pessoas e sobre a sua própria vida é honesto sem atalhos e abreviações, é impossível resistir ao seu modo de vida e pensamento entrando na sua vida como se fossemos não mais um observador mas como se vivêssemos a sua historia. 
O aparecimento de Augusto, um rapaz que não medo tem daquilo que diz e de ser corajoso,  torna a narrativa e os diálogos que tem são tão complexos e verdadeiros que torna a história divertida e bastante leve no entanto dá um abre olhos ao leitor a cerca de tudo o que é efémero. É um livro com tantas facetas que é impossível não ama-lo. 
Durante a historia são conhecidas duas historias, de um livro que Hazel deseja saber o final, esse livro faz entender a historia de Hazel de uma maneira impressionante, principalmente quando chega o final que me deixa na questão assim como Hazel fica quando precisa de saber o final do seu livro preferido, acho que esse efeito está espectacular. 
Infelizmente não posso falar mais do livro se não teria spoilers, a única coisa que tenho a dizer é que preparem-se para chorar e ter lenços a beira. 
Este livro estará Okay comigo na minha prateleira. 



E para vocês ficarem com sede de ler e ver o filme está aqui a minha musica preferida do Soundtrack e trailer.




4 comentários:

  1. Ois,

    Ora aqui está mais um comentário que vai ao encontro do que já pensava, estou a passar ao lado de um livro muito bom, tenho mesmo ver se arranjo maneira de o ler :)

    Seguramente um livro que mexe com os nossos sentimentos e que nos deve emocionar :)

    Olha verifica o que escreveste aqui:

    "O aparecimento de Augusto, um rapaz que não medo daquilo que diz assim como não tem medo de ser corajosos no entanto tem medo"

    Bjs e boas leituras :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!!!! Lol é aqueles momentos em que três pessoas estão a falar comigo e eu a tentar escrever direito

      Eliminar
    2. lol e consegues estar a escrever ao mesmo tempo ? Sendo assim até ficou muito bom comentário :D

      Eliminar