Avançar para o conteúdo principal

A Rua dos Candeeiros ... Pensamentos



Não devia de ser assim...
Da maneira como sentia enquanto caminhava, o chão coberto de gravilha, e quase conseguia sentia o frio sobre os finos sapatos de pano, era quase como se não estivesse mesmo presente. Era algo vazio, frio, sem qualquer luz, apenas havia escuridão. Não sentia nada, olhava para a estrada a minha frente sem ter qualquer objetivo, sem qualquer pensamento que me fizesse sair daquela espiral, daquele manto negro, que cobria-me.
Cada passo que dava naquela rua, iluminada por candeeiros, era como apenas fosse um eco de desespero que apenas cobria cada pensamento.
Aqueles que passavam por mim, observavam-me com olhares clínicos, como se julgassem a minha pessoa sem mesmo me conhecer. Olhares frios, sem cor, impessoais... era como se fossem demónios, a espera de fazer o seu próprio julgamento. Eram quase como poços negros.
Não havia luz, nenhuma luz que me afastasse daquela tortura negra e gelada, não havia esperança, não havia sentimento.
A dor que sentia, uma dor paralisante, desesperante, nervosa que sentia todos os dias desaparecia aos poucos deixando apenas o vazio.
Era como se andasse sobre gelo... ele estava estalado, prestes a quebrar... prestes a libertar-me daquela escuridão.

Escrito por Patrícia Ferreira, autora deste blog e de Ameaça de Um Anjo.
Credito das fotos @PatríciaFerreira

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Okay! Picture Tag 4#

Depois de ler A Culpa é das Estrelas o Okay para mim está totalmente diferente, já não tem o mesmo significado.

Luz, Picture Tag 3#

Next - Vizinho Perfeito

Olá pessoal,
na próxima parte de Vizinho Perfeito, Eve ignora por completo William, no entanto, ocorre uma acidente entre os seus pais, ao ponto de Eve ser empurrada para William. Mas ela decide afastar-se dela, no entanto as suas amigas só atraem os seus amigos.
Espero que estejam a gostar.
Love Peace and Write.
Kisses Lovewriters <3