The Assassin's Blade de Sarah J Maas - Opinião

By Patricia Ferreira - março 11, 2018





Celaena Sardothien is Adarlan's most feared assassin. As part of the Assassin's Guild, her allegiance is to her master, Arobynn Hamel, yet Celaena listens to no one and trusts only her fellow killer-for-hire, Sam. In these action-packed novellas - together in one edition for the first time - Celaena embarks on five daring missions. They take her from remote islands to hostile deserts, where she fights to liberate slaves and seeks to avenge the tyrannous. But she is acting against Arobynn's orders and could suffer an unimaginable punishment for such treachery. Will Celaena ever be truly free? Explore the dark underworld of this kick-ass heroine to find out. 


Bem, eu venho com esta opinião muito muito muito tarde mas irei fazer o melhor que posso em relação a este livro. 

Este livro é a prequela da serie de The Throne Of Glass (Trono de Vidro), o que significa que tem varias historias da personagem principal da serie, Celaena Sardothien. Todas que tem algo importante para o final da historia que dei uma explicação para o começo da serie The Throne Of Glass. 

Quando comecei a ler gostei do cenário, gostei da maneira como a autora começa a ambientar o plot, mas o facto de ser uma historia que ja tem varios livros deixou-me um pouco na duvida se deveria de continuar este livro ou começar com o primeiro livro, mas eu prevaleci! E continuei a ler este livro e das 5 historias que existem neste livro, sós gostei de 3. 

As personagens são completamente únicas e adoro imenso, gostei de todas as personagens que aparecem nesta historia, gostei das historias. A melhor parte que eu li foi a parte da The Assassin and the Desert, foi completamente atmosférico, aterrorizador e surpreendente. 

Eu não estava a espera da historia que fosse tão sentida, não estava a espera que houvesse uma evolução da personalidade, mas houve e fiquei apaixonada por Celaena, que era uma personagem que eu estava a achar completamente arrogante, sem qualquer personalidade, fiquei contente e foi a partir dessa historia que comecei a gostar da historia. 

Em relação a historia em si, foi bem estruturada, só que comparando com a historia da A Court Of Thorns and Roses, não é dos melhores livros de Sarah J. Maas. 

Eu recomendo está historia, eu dei a este livro cerca de 3.7. 

  • Share:

You Might Also Like

0 Comments